Nossa História

O Instituto Curumim era inicialmente uma extensão da organização Projeto de Incentivo à Vida e foi inaugurado em 12 de novembro de 2012, com o objetivo de abrigar, educar e recuperar crianças e adolescentes de 0 a 17 anos que não podem ficar com seus pais/familiares provisoriamente ou em definitivo, porque tiveram seus direitos violados.

Em junho de 2015 a organização mantenedora da casa desistiu do projeto SAICA (Serviço de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes), antigo abrigo, por passarem por dificuldades financeiras. Diante desse pronunciamento, a atual presidente do Instituto Curumim, Márcia Gabriel Pessoa, até então funcionária da ONG mantenedora, pediu demissão do seu trabalho, assumiu a presidência da casa e juntamente com voluntários que se sensibilizaram, formaram uma nova diretoria e lutaram incansavelmente para manter o Curumim aberto.

Essa nova diretoria não só assumiu a responsabilidade de manter esse lar e dar continuidade ao projeto, não separando as 24 crianças atendidas naquele momento pelo Instituto, mas também herdou as dívidas e irregularidades deixadas pelo antigo mantenedor, como FGTS, INSS, água, luz, telefone, etc. Dívidas essas que impossibilitavam que os documentos, exigidos por alguns órgãos para que o Instituto tivesse alguns benefícios de direito, fossem gerados.

Mesmo sem mantenedor e com orçamento apertado, o resultado do nosso trabalho faz com que parceiros nos ajudem a termos cada vez mais êxito nos acolhimentos independente dos desafios.